Tutorial Photoshop – Aprendendo as ferramentas

Bom… quando compramos qualquer aparelho doméstico é hábito darmos uma olhadinha no manual de instruções né mesmo? Com o Photoshop não podia ser diferente, espero que com esse tutorial muitas dúvidas possam ser anuladas.

Sigam-me os bons!!!!

Vamos começar mostrando as ferramentas disponíveis na janela de tools (Ferramentas) do Photoshop como mostrado abaixo em destaque.

Agora vamos mostrar como funciona cada ferramenta presente nessa barra. Espero que compreendam e caso exista alguma dúvida é só perguntar.

Move Tool: É a principal ferramenta do PhotoShop, com ela se pode mover  ou duplicar (pressionando Alt) qualquer objeto pela área de trabalho.


  • Ferramentas de seleção geométricas:

A ferramenta Retangular Marquee Tool  serve  para criar uma seleção retangular ou quadrada (pressionando Shift) para posteriormente ser preenchida com uma cor, gradiente, etc. Ou então deletar a área marcada em uma imagem.

A Eliptcal marquee tool tem a mesma funcionalidade da Retangular Marquee Tool, só que usando formas arredondadas.

Single Row e Single Column Marquee Tool são duas ferramentas com a mesma funcionalidade. Elas servem para criar uma seleção de 1px de altura ocupando toda a extenção horizontal ou de 1px de largura ocupando toda a extenção vertical.

figura 1: Demonstração das ferramentas citadas acima.


  • Ferramentas de seleção à mão livre:

Usando a Lasso Tool podemos criar uma seleção desenhando livremente, sendo uma forma rápida de selecionar um objeto, contudo vale avisar que este tipo de seleção não possui perfeição.

A Poligonal Lasso Tool possui a mesma função que o Lasso Tool, só que desenhando linhas retas.

A Magnectic Lasso Tool é mais uma variação da Lasso Tool mas quando se desenha perto de um objeto a seleção automaticamente se aproxima  do padrão de cor da imagem que se pretende selecionar. Por exemplo, ao passar o mouse em volta de algum animal  em uma foto, automaticamente a seleção seguirá o formato deste. Se existem cores muito próximas ao que se está selecionando pode acontecer de não funcionar corretamente.

figura 2: As diferenças de seleção entre as tres ferramentas. Note os traços retos utilizando a Poligonal Lasso Tool e como a seleção aderiu à imagem da coruja em relação ao fundo verde quando se utilizou a Magnectic Lasso Tool.


  • Ferramentas de seleção mágicas:

A Quick Selection Tool serve para selecionar automáticamente uma área em torno de onde se está passando o mouse, obedecendo um padrão de cores próximo ao que está selecionando. Como é utilizado um cálculo de cores ela pode não ter muita precisão e não deve ser utilizada para selecionar objetos com cores próximas de outros objetos, como por exemplo uma árvore no meio de uma floresta onde temos em todos os lugares um padrão de cores verdes.

A varinha ou Magic Wend Tool permite com apenas um clique selecionar uma área que tenha um padrão de cores, esse padrão pode ser aumentado ou diminuido, podendo  a ferramenta selecionar apenas uma tonalidade de cor ou todas as tonalidades dessa mesma cor.

figura 3: Veja que passando o mouse sobre a cor azul do pássaro utilizando a Quick Selection Tool , parte da área em azul foi automaticamente selecionada. Já quando foi dado um clique sobre a área do fundo da imagem utilizando a Magic Wend Tool, foram selecionados vários padrões de cor semelhantes.


  • Ferramentas de recorte:

A Crop Tool é uma ferramenta usada para recortar retangularmente uma imagem, muito utilizada para diminuir o tamanho de fotos ou para excluir partes de uma imagem que não deveriam aparecer. Recortando com a Crop Tool sempre teremos a diminuição do tamanho da imagem pois o que fica de fora da seleção é perdido.

figura 4: Note que após a aplicação do Crop na área selecionada o restante da imagem que estava na área sombreada foi perdido.

A Slice Tool recorta uma imagem em fatias, ela serve para recortar botões para um site de Web por exemplo, e quando essa imagem for salva em formato html as imagens já serão salvas separadamente. A Slice Select Tool serve para selecionar e editar as fatias cortadas com a Slice Tool.

figura 5: Exemplo de botões de Web Layout recortados com a Slice Tool.


  • Ferramentas diversas:

A Eyedropper Tool é o famoso “conta gotas”, serve para pegar a cor do ponto onde clicamos. Essa cor fica selecionada para ser usada com o pincel ou qualquer outra ferramenta de colorir.

figura 6: Ao clicar na cor azul do pássaro ela figa guardada na paleta de cores.

A Color Sampler Tool permite guardar até 4 valores de cores na janela Info do Photoshop.

figura 7: Exemplo de 4 cores clicadas na imagem e seus valores guardados na janela Info.

A Ruler Tool pode funcionar como uma régua para medir o tamanho ou o ângulo de algum objeto ou para alinhar o horizonte que é a função mais usada hoje dia. Simplesmente cria-se uma linha marcando o horizonte desalinhado e clica-se no botão Straighten, automaticamente a imagem será alinhada. Depois é só dar Crop.

Com a  Note Tool podemos criar notas para documentar alguma coisa no nosso PSD, essas notas não aparecem na impressão nem quando salvamos para imagem.

figura 8: Duas notas criadas na imagem e o texto de uma delas na janela Notes.

A Count Tool serve para numerar objetos na tela, servindo apenas para auxiliar na organização.


  • Ferramentas de correção de imagem:

Com essas ferramentas podemos começar a brincar de manipular imagens, elas servem principalmente para corrigir defeitos que existem na imagem original, vejamos como elas funcionam.

A Spot Healing Brush e a Healing Brush Tool são ótimas para tirar espinhas e sinais da pele, as duas tem praticamente a mesma funcionalidade.Com a Spot Healing Brush podemos retirar alguma coisa que não nos agrada na foto, isto com apenas um click, pois o PhotoShop calcula as cores e a iluminação da área em volta, criando o mesmo padrão na área que foi clicada.  A Healing Brush Tool é uma ferramenta mais antiga, a diferença é que antes precisamos  escolher algum ponto da imagem que queremos por no lugar da que está com a imperfeição, ela se assemelha um pouco com o Clone Stamp Tool (descrição abaixo), ao utilizarmos esta ferramenta precisamos manter a tecla Control pressiona (repare que o mouse virou um alvo) e depois sim clicarmos para que esse ponto assuma o mesmo padrão da área do alvo, temos que ter cuidado para não escolhermos como alvo uma área com iluminação muito diferente da área que vamos corrigir.

figura 9: Reparem que o sinal desapareceu após o clique na área destacada.

A Patch Tool É melhor para corrigir áreas maiores, seleciona-se a área em que vai corrigir e arrasta-se para uma área parecida e o photoshop calcula como será a correção. Eu normalmente faço várias vezes esse processo até ficar perfeito.

A Red Eye Tool é a ferramenta que elimina em um clique os famosos olhos vermelhos das fotografias com flash.


  • Ferramentas de pintura:

A Brush Tool é o nosso pincel, é normalmente a ferramenta mais utilizada e que tem a maior gama de possibilidades de uso. Basicamente ela serve para pintar qualquer coisa em uma imagem.

A Pencil Tool é o lápis, mesma funcionalidade da Brush Tool só que normalmente usada para desenhar linhas.

A Color Replacement Tool é utilizada para alterar a cor de um objeto para a cor que selecionamos para o nosso pincel.

A Mixer Brush Tool mistura uma cor selecionada no seu pincel com a cor da imagem que estamos trabalhando. É como se você usasse um pincel molhado e espalhasse a tinta nova na tinta antiga que vai se dissolvendo aos poucos.


  • Ferramentas de clonagem:

A Clone Stamp Tool, clona um pedaço da imagem marcado, para isso pressionamos a tecla Control até aparecer um alvo, em seguida clicamos em cima da imperfeição ou algo do tipo. Quem não conhece a estória dos mísseis iranianos, quando a imagem foi publicada nas primeiras páginas de jornais do mundo inteiro e no dia seguinte descobriram que era manipulada?

figura 10: Vejam o uso da Clone Tool nas áreas destacadas. Fonte New York Times.

* Dica: Quando clonar, dê uma manipulada na imagem para o clone não ficar idêntico.

Com a Pattern Stamp Tool, podemos pintar com a pattern (textura) por cima da imagem que estamos trabalhando.


  • Ferramentas de histórico:

 Para explicar essa ferramenta precisamos antes explicar um pouco como funciona o histórico no Photoshop. Toda vez que fazemos uma mudança cria-se uma nova entrada na janela History. Se após várias ações percebemos que tem algo errado na nossa imagem, podemos voltar ao estado anterior desfazendo tudo o que foi feito até aquele momento, para isto basta clicar na linha correspondente àquele estado na janela de History.

É aí que entra nossa ferramenta History Brush Tool. Do jeito que expliquei acima, quando voltamos no histórico a imagem toda volta ao estado anterior, então usando a History Brush Tool temos nas mãos uma ferramenta que nos permite  pintar somente as partes que queremos voltar, para isso vamos na janela de History, clicamos em um botão no lado esquerdo onde aparecerá um pincelzinho (figura 11). Entao é só pintar nas partes que não gostamos  e restaurar somente essas partes.

figura 11: A janela de history com o pincelzinho marcado na layer de onde iremos restaurar.

Art History Brush ToolA Art History Brush Tool tem a mesma funcionalidade mas usando pincéis com formatos variados, ela bagunça bastante a imagem portanto não serve para restaurar e sim para criar efeitos bem malucos.


  • Ferramantas de deleção:

A Eraser Tool é outra das ferramentas mais usadas, a nossa borrachinha que serve para apagar qualquer coisa.

Usando a Background Eraser Tool, podemos apagar automaticamente um fundo de uma imagem, ela vai apagando todo o padrão de cores parecido em volta de onde estamos clicando.

A Magic Eraser Tool funciona como a varinha mágica.

figura 12: Resultados do uso da Background Eraser Tool e da Magic Eraser Tool.


  • Ferramentas de preenchimento:

Mais duas ferramentas de grande utilidade. A Gradient Tool é a ferramenta para criar degradê com qualquer padrão de cores e a Paint Bucket Tool serve para preencher qualquer espaço com a cor selecionada na paleta. Exemplos dessas ferramentas podem ser vistos na figura 1.


  • Ferramentas artísticas:

A Blur Tool e a Sharpen Tool tem a mesma funcionalidade que os respectivos comandos na janela de Filtros, a diferença é que com o comando nós aplicamos os filtros na camada toda ou em uma área selecionada, enquanto que com as ferramentas podemos aplicar com um pincel somente nas áreas que queremos.

A Blur Tool serve para esfumaçar a imagem, ótima para fazer limpeza de pele tornando-a bem lisinha.

A Sharpen Tool aumenta a nitidez da área aplicada.

A Smudge Tool funciona como se estivessemos passando o dedo sobre a tinta em um quadro, ela borra ou estica a área que estamos trabalhando.

Dica* Temos que tomar cuidado para não exagerar, pois exagero pode deixar o trabalho artificial.


  • Ferramentas de iluminação:

A Dodge Tool clareia as áreas aplicadas enquanto que a Burn Tool as escurece. Já a Sponge Tool serve para dessaturar o local em que estamos trabalhando, isto é, temos a diminuição da intensidade de cores dessa área.


  • Pen Tool:

A Pen Tool é uma ferramenta de precisão, ela tem diversas funcionalidades, sendo que as mais conhecidas são o recorte de imagens e a vetorização. Com a Pen Tool vamos criando a forma ponto a ponto e podemos moldar as linhas entre os pontos com o auxílio das linhas de direção, exemplo na figura 13.

figura 13: Arrastando os pontos pretos das linhas de direção podemos moldar as curvas.

Com a Freeform Pen Tool criamos as linhas à mão livre, as outras subferramentas possuem a mesmas funcionalidade de usar a Pen Tool normal clicando sobre um ponto qualquer.  Vejam um tutorial de recorte com a Pen Tool aqui.


  • Ferramentas de texto:

Como já diz o nome servem para trabalharmos com textos no Photoshop. Os textos podem ser criados tanto na horizontal como na vertical, cada um usando a sua ferramenta específica. As ferramentas de Mask Tool criam seleções em formato de texto para posterior preenchimento.


  • Ferramentas de path:

Para quem conhece o AI (Adobe Illustrator) essas ferramentas são bem conhecidas. Como explicamos acima, usando a ferramenta Pen Tool podemos criar formas desenhando ponto a ponto. Após fecharmos todos os pontos o Photoshop cria uma camada na janela de Paths como pode ser visto na figura 14. É aí que entram nossas ferramentas.

Com a Path Selection Tool (a setinha preta), nós selecionamos a Path e podemos arrastar ou duplicar (pressionado Alt). Já com a Direct Selection Tool (a seta branca) nós editamos o Path clicando sobre os pontinhos e as linhas de direção, exatamente como na Pen Tool.

figura 14: Um objeto sendo editado com a Direct Selection Tool (reparem na linha de direção acima) e a camada criada com o formato do objeto na janela de Paths.


  • Ferramentas de shapes:

Essas ferramentas criam objetos que como explicado acima também são armazenadas na janela de paths do Photoshop. Então com as ferramentas mostradas acima podemos criar moldes com formas geométricas, linhas e até infinitos formatos prontos usando a Custom Shape Tool. Além dos formatos que já vem no PS, como setas, estrelas, etc, podemos baixar inúmeros formatos pela internet.


  • Ferramentas 3D:

Uma nova funcionalidade que veio apartir da versão CS3 do Photoshop – e que só está presente na versão extendida – serve para manipular objetos em terceira dimensão.


  • Ferramentas de câmera 3D:

Mesmas funcionalidades das ferramentas de objetos mas para controlar as câmeras, que são os meios de visualização dos objetos 3D em um cenário.


  • Ferramentas de manuseio:

A Hand Tool tem a funcionalidade de arrastar a sua imagem pela tela, ela é usada quando a imagem em que estamos trabalhando é maior do que o espaço que cabe no monitor ou quando usamos um zoom muito grande. Para usar a mãozinha precisamos apenas apertar a barra de espaço no teclado.

A Rotate View Tool gira a tela. Tenha consciência que essa ferramenta só é usada para visualização da imagem, não interferindo na hora da impressão ou exportação.


Zoom Tool: É a lente de aumento.

Foreground e Background Colors: Essa janelinha permite que guardemos duas cores para uso rápido. O quadrado com a cor da frente é a cor que está em uso no nosso pincel, ela é a Foreground Color. Já o quadradinho que fica atrás guarda outra cor que podemos usar mais tarde se quisermos, ela é a Background color. Podemos também usar essas duas cores para criarmos gradientes rapidamente.

O Botão Default Background and Foreground Colors coloca as cores preto e branco como as cores de uso e o botão Switch Backgroud e Foregroud Colors faz com que a cor que está atrás passe para a frente e vice e versa.

figura 15: Trabalhando com as cores.

Quick Mask: Com essa ferramenta podemos fazer uma seleção rapidamente pintando a área que queremos com o pincel. Se quiser saber mais sobre máscara, clique aqui.


Créditos:

Coruja

Pássaro

Layout Web

Face

Anúncios

8 comentários sobre “Tutorial Photoshop – Aprendendo as ferramentas

  1. Pingback: Transformando imagens em Shapes no Photoshop – Nível intermediário | elelart

  2. Pingback: Criando uma iluminação dramática. | elelart

  3. Pingback: Grama rápida no Photoshop | elelart

  4. Achei muito boa sua informação, mas o que preciso saber é como instalar a ferramente, pincel mixer brush tool., que no meu programa não tem. aparece parar mim somente dois ferramenta de pincel e ferramenta de lápis. Voc~e pode me ajudar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s